UA-29861581-1 Leão do Norte Xadrez

Total de visualizações de página

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Eduardo Asfora

Eduardo Hazin Asfora (Recife, 5 de agosto de 1924 — Recife, 8 de novembro de 1989) obteve por três vezes a posição de vice-campeão brasileiro de xadrez em 1950, 1962 e 1971. Foi também recordista em títulos estaduais, vencendo por 15 vezes o Campeonato Pernambucano Absoluto de Xadrez.

No Xadrez Clássico, pensado, Além de ser figura dominante do cenário enxadrístico brasileiro nas décadas de 50, 60 e 70, o Odontólogo Eduardo era um Exímio jogador de Blitz, segundo o depoimento do Dr. João Carvalho (amigo e enxadrista baiano) Eduardo tirava "leite de pedra" e sua "seta" nunca caía !

Sua vitória sobre o Top GM Miguel Najdorf em 1971 causou comoção na Equipe Olímpica Argentina e garantiu o pódio ao Selecionado Brasileiro no Panamericano do mesmo Ano realizado na cidade de  Tucúman, o qual descreveremos a seguir.

Eduardo é tio e grande influência na carreira do Decano do Xadrez Pernambucano Marco Asfora.




O Campeonato Brasileiro de 1962


Com 31. Bc6+ Eduardo seria o Campeão Brasileiro de 62

Por muitas vezes esteve próximo de conquistar o título de Campeão Brasileiro Absoluto de Xadrez (feito consumado por Dr.Tavares em 57 para Pernambuco), em 1962 no 29o Campeonato Brasileiro realizado em Campinas -SP, Eduardo Asfora teve a oportunidade de dar mate forçado em Olício Gadia (SP) mas por crueldade do destino a oportunidade passou despercebida, Asfora era líder absoluto faltando 3 rodadas para o final e com o Xeque-Mate em Gadia, o concorrente paulista ficaria 1,5 pontos atrás de Eduardo, conforme relata o jornalista Waldemar Costa no excelente livro "Epopeia do Campeonato Brasileiro de Xadrez" da Editora Solis.






Campinas 1962
29° Campeonato Brasileiro
14 OUT / 04 NOV
CJogadorUF123456789012345678Pts
1Olício GadíaGB*1½½1110110111111114.0
2Eduardo AsforaPE0*1½00111½11111+1113.0
3Teotônio VasconcellosFA½0*11000½½1111111111.5
4José Thiago ManginiGB½½0*½100½111½11+1111.5
5Pedro JolySP010½*1½½½001½+111110.5
6Francisco AlvesCE01100*1½1½1½1010½110.0
7Humberto S. FernandesSP0011½0*½0½101011119.5
8Beresford MoreiraES1011½½½*0010001+½19.0
9Fernando Caldas KruelRS00½½½011*00½½½11119.0
10Sérgio Antônio FariasRJ0½½01½½11*1½0000118.5
11Erbo StenzelPR1000100010*11½011+8.5
12Bo Gustavson DetthowSP00000½11½½0*½1½+118.5
13José HollmannSP000½½001½10½*½1+½18.0
14José Lacerda GuimarãesSP0000-111½1½0½*½½017.5
15Cesar Parreiras HortaBA00000000011½0½*+116.0
16Luiz Tavares da SilvaPE0-0-010-010--½-*1½4.0
17Ernesto MartinsDF00000½0½0000½100*13.5
18Geraldo SeabraDF0000000000-0000½0*0.5





Eduardo Asfora em matéria de 1966 do Diário de Pernambuco

O Panamericano de 71

Com o sucesso do Team Championship Europeu, a FIDE lançou a ideia do Panamerican Team Championship. Havia quatro zonas definidas para campeonatos continentais: Europa, África, Ásia + Oceania e Américas. Assim, todos os enxadristas do continente americano, da Hudson Bay ao Cabo Horn, tiveram a possibilidade de reunir-se para concorrer ao título da Liga dos Campeões por equipe Pan-Americanos.

1 Panamerican Championship Chess Equipe
Data:30 outubro - 9 novembro 1971
Cidade:Tucuman , Argentina
Local:N / A
Diretor do Torneio:N / A
Árbitro Chefe:N / A
Equipes participantes:8
Jogadores participantes:38 (incluindo dois GMs e 6 IMs)
Jogos disputados:112
Formato da competição:Quatro Tabuleiros / Sistema Schuring
Ordem final decidiu por:1. Pontos de jogo, 2. Jogo pontos
Controle de tempo:N / A
Arquivo do jogo para download:


O Campeonato Pan-Americano inaugural, foi organizado pela Federação de Xadrez Argentino, em Tucumán, em 1971. Oito equipes, incluindo sete nações sulamericanas e Cuba. 

Os anfitriões argentinos entenderam o prestígio do evento e enviaram os seus melhores jogadores, incluindo os GMs Najdorf e Panno. 

As tabelas recém-criadas de rating ELO colocaram-nos 130 pontos à frente de Cuba, e com um abismo de 240 pontos sobre o eterno rival, Brasil. Apenas Argentina e Cuba tinham  jogadores titulados no plantel.


Os argentinos não decepcionaram a torcida e venceram com facilidade, decolando com um perfeito 12/12, depois de perder apenas meio ponto numa partida contra a Bolívia e derrotar o Brasil na penúltima rodada por 2 ½ -1 ½, selando a vitória final. 

Asfora no Brasileiro Absoluto, 1971.
No entanto, a sensação daquele dia foi a verdadeira surra dada pelo brasileiro Eduardo Asfora no GM Najdorf (ELO FIDE em 1971: 2530), primeiro tabuleiro da seleção argentina. Najdorf tinha inclusive garantido a melhor performance (medalha de ouro), por sua atuação no primeiro tabuleiro.

Cuba ficou com a prata e o Brasil com o bronze. Considerada por muitos a melhor partida da competição, a partida de Asfora foi decisiva para tirar do Chile a medalha de bronze e garanti-la para o Brasil. 

See context-sensitive help
no.teamcode12345678pts+=-
1.ArgentinaARG444425½700
2.CubaCUB033317½502
3.BrazilBRA23216421
4.ChileCHI0123416412
5.ParaguayPAR½½133211½214
6.UruguayURU01½13205
7.EcuadorECU0½113106
8.BoliviaBOL½120211025


O Pernambucano Eduardo Asfora, líder e primeiro-tabuleiro da equipe brasileira, fez 2,5 de 5 pontos possíveis, perfazendo um Rating Performance de 2308, bastante significativo para o ano de 1971, como pode ser visto neste link: Performance Jogadores.


Todas as informações do torneio: Clique AQUI.

Equipe Brasileira:

Tabuleiro 1: Eduardo Asfora
Tabuleiro 2: Vitório Chemin
Tabuleiro 3: Herman Claudius
Tabuleiro 4: Hélder Câmara
Reserva: Francisco Alves

A equipe brasileira foi definida com base na classificação do Campeonato Brasileiro absoluto de 1971, do qual Asfora foi vice-campeão. Clique aqui para Ver tabela do brasileiro de 71. (Aproveite e veja as duas belíssimas vitórias de pretas  de Eduardo sobre os futuros MIs Herman e Antônio Rocha,  Herman que defendia o título de Campeão Brasileiro de 70).

Observações: 

1. O Brasil só perdeu um match para a equipe argentina e teve brilhante atuação no evento.

2. A derrota de Najdorf para Eduardo, foi a única derrota Argentina na Competição.












sábado, 10 de outubro de 2015

Roberto Calheiros


Calheiros aprendeu a jogar xadrez aos dezesseis anos de idade, relativamente tarde, ao assistir às partidas realizadas na Livraria Sete de Setembro, em Recife. Entretanto, veio a dedicar-se seriamente ao xadrez e, no ano de 1996 (mesmo ano de seu início), sagrou-se campeão pernambucano juvenil de xadrez em torneio realizado no colégio Real da Torre, na ocasião venceu o talentoso Luís Nunes, enxadrista destacado do Colégio CPI.

Foi neste período (1996 - 2000) Campeão Pernambucano Universitário, Jovens (sub-26), por equipes e de torneios importantes na saudosa Academia Pernambucana de Xadrez do MF Marco Asfora. Em 2000 venceu o ZONAL PE, PB, AL (antigo nordestão) na sede do TRT - PE.

No período de 2001 a 2004, como estudante de Engenharia Civil da Escola Politécnica de Pernambuco, destaca-se que venceu novamente o Pernambucano Universitário, O Campeonato Pernambucano Absoluto de Xadrez (2003) e o Internacional Brasil - Portugal realizado pela Faculdade Européia de Administração e Marketing.

Entre outros torneios vence em 2002 o Aberto do Brasil de Xadrez Potiguar em Natal, 2o lugar no Aberto do Brasil de Salvador e Campeão do Aberto do Brasil de João Pessoa, Em Pernambuco no período 2002/2003, venceu todos os abertos realizados, Cabo, Recife, Limoeiro, Caruaru, Garanhuns e Gravatá. Em 2003 além de organizar o Aberto do Brasil de Xadrez do Shopping Guararapes, trazendo Pernambuco de volta à realização de grandes torneios em nível nacional, estreou em finais de campeonatos brasileiros na cidade de Miguel Pereira - RJ com o rating de 2253 FIDE por convite do presidente da Confederação Brasileira de Xadrez GM Darcy Lima, Ainda em 2004 organizou e venceu a Semi Final 2 do Campeonato Brasileiro Absoluto de Xadrez, realizada na cidade de Água Preta - PE.


Agua Preta 2004
Campeonato Brasileiro - Semifinal 1
13 MAI / 16 MAI
CJogadorUF1234567Pts
1Roberto CalheirosPE48+27+40+04=08+03+02=6.0
2Ivan Kuhlmann NogueiraSP25+13+10+06-09+23+01=5.5
3Marcelo BouwmanPE55+18+26+09+06=01-12+5.5
4Francisco CavalcantiPB54+28+23+01=14=06+05=5.5
5Cesídio R. Monteiro NetoPE60-64+56+18+22+07+04=5.5
6José BragaRN50+39+07+02+03=04-10=5.0
7Paulo Jatobá ReisBA56+19+06-16+26+05-17+5.0
8Roberto Costa AndradeRN42+35=32+34+01-11=28+5.0
9Diogo Duarte GuimarãesBA57+36+15+03-02-24+22+5.0
10Alexsandro Lira SilvaRN46+24+02-35=45+15+06=5.0
11André AchuttiSCby=47+16-44+20+08=26+5.0
12Vandeck SantiagoPE72+21=22=30+37+14+03-5.0
13Sérgio PereiraPE63+02-44=51+38=37+23+5.0
14Carlos Henrique PintoRN44+30+34=29+04=12-16=4.5
15Neri Silveira FilhoRN43+31+09-39=27+10-25+4.5
16Jorge Antônio Lopes FilhoBA65+60=11+07-35=30+14=4.5
17Flávio GalindoPE36-57+52+24=34+29+07-4.5
18Roberto Ferreira Lima JrPI66+03-50+05-36=55+40+4.5
19Karline Pinto FilhoPE77+07-54+22-43=56+34+4.5
20Rinaldo LimaPEby=34-67+64+11-54+36+4.5
21Jayme Miranda NetoAL38+12=35=32+23-22-52+4.0
22Ernesto Guevara ReisDFby=59+12=19+05-21+09-4.0
23Pedro Lima NetoCE47+41+04-40+21+02-13-4.0
24Gaudêncio CostaPE45+10-58+17=28=09-49+4.0
25Vinícius MartinsPE02-63+37-65+32+38+15-4.0
26Hugo BarbosaPE59+62+03-49+07-35+11-4.0
27Michele Mandici FilhoPE67+01-51=60+15-43+29=4.0
28Adelson GouveiaPE74+04-43+38=24=58+08-4.0

Até 77 participantes...









Foi em 2003 também que Calheiros lançou no Shopping Guararapes a Revista XADREZ! de circulação Nacional, única publicação do gênero no país então, e a primeira publicação de Xadrez a nível Nacional feita em Pernambuco.

A revista evolui desde a primeira edição em 1/2 ofício preto e branco até a sua 18ª edição em formato A4 em policromia em que destacou a conquista do título de Grande Mestre Internacional por Alexandr Fier em São Paulo. Entre seus colunistas e colaboradores se encontravam o GM Gilberto Milos, MI Luis Coelho, MI Diego Di Berardino, MI Rodrigo Disconzi, GM Alexandr Fier, GM Leitão, GM Darcy Lima, GM Cubas, GM Vugar Gashimov, dentre outros.

O projeto da revista ainda incluiu a criação de uma loja virtual de produtos enxadrísticos (tabuleiros, peças, relógios e livros), comercializados por meio de boletos bancários, cartões de crédito e depósitos, nisto também foi pioneiro a nível nacional. 

Veja Mais:


FILGUTH, Rubens. Xadrez de A a Z: dicionário ilustrado. Porto Alegre : Artmed, 2005. 240 pp.
LOUREIRO, Luiz. Coisas extraordinárias do xadrez brasileiro: crônicas - parte 4. São Paulo : Federação Paulista de Xadrez, 2007.
 
Artigo de Luiz Loureiro


Em 2005 e 2006 realiza um dos maiores torneios da história do nordeste em premiação, o CHESF INTERNACIONAL com R$ 15.000,00 em prêmios, participa de sua 2a Final de Brasileiro em São José do Rio Preto SP, dedica-se à area editorial com a publicação de livros e periódicos, Em 2006 começa a ensinar e trabalhar com Yago de Moura Santiago que se tornaria um grande amigo e Mestre Internacional de Xadrez (O Primeiro na História do Norte/Nordeste), culminando em 2007 com a vitória de ambos na Semifinal do Campeonato Brasileiro Absoluto de Xadrez e a participação na Final do Brasileiro Absoluto no Rio de Janeiro, 3a Final de Calheiros, estréia de Yago com 14 anos em finais.






Após alguns anos de ausência em competições, Calheiros volta e vence o Campeonato Pernambucano Absoluto de Xadrez de 2012, o Tradicional Aberto do Brasil Bobby Fischer em João Pessoa e o Magistral Cidade de Paulista 2013(FIDE), Organiza o Dokmus Internacional de Xadrez com R$ 10.000,00 em prêmios vencido pelo GM Gilberto Milos na praia de Piedade - PE.

Memorial Bobby Fischer 2013

Funda o Blog Leão do Norte 64 com a proposta de resgatar a História e toda a tradição do Xadrez Pernambucano. Além de seus grandes personagens e conquistas.

Conquista o 3o lugar no Aberto do Brasil de Serra Talhada, participa de duas etapas do Campeonato Mundial de Xadrez em Mar del Plata - Argentina e Manaus - AM, respectivamente Continental Absoluto das Américas e ZONAL FIDE (Federação Mundial de Xadrez) 2.4 .



Como escritor, Calheiros também tem sido bastante prolífico, escrevendo muitas obras relacionadas ao Xadrez Escolar, seus livros estão disponíveis nas maiores livrarias do país, como a Livraria Cultura e a Rede de Livrarias Saraiva, dentre outras, muitos de seus livros são utilizados em escolas públicas e particulares que adotam a prática do xadrez como disciplina curricular.



Livros e Periódicos Publicados por Roberto Calheiros:


Ano de 2007

· Xadrez Escolar -  1 (2007)
(228 páginas).

· Xadrez Escolar - 2 (2007)
(80 páginas).

Ano de 2008


· Xadrez Escolar - 1ª Série (2008)
(96 páginas).
· Xadrez Escolar - 2ª Série (2008)
(96 páginas).
· Xadrez Escolar - 3ª Série (2008)
(96 páginas).
· Xadrez Escolar - 4ª Série (2008)
(96 páginas).
· Xadrez Escolar - 5ª Série (2008)
(96 páginas).
· Xadrez Escolar - 6ª Série (2008)
(96 páginas).
· Xadrez Escolar - 7ª Série (2008)
(96 páginas).
· Xadrez Escolar - 8ª Série (2008)
(96 páginas).


Ano de 2012



· Xadrez Escolar - 3o Ano - Módulo 2
(108 páginas).
· Xadrez Escolar - 4o Ano - Módulo 2
(108 páginas).
· Xadrez Escolar - 5o Ano - Módulo 2
(108 páginas).
· Xadrez Escolar - 6o Ano - Módulo 2
(108 páginas).
· Xadrez Escolar - 7o Ano - Módulo 2
(108 páginas).
· Xadrez Escolar - 8o Ano - Módulo 2
(108 páginas).
· Xadrez Escolar - 9o Ano - Módulo 2
(108 páginas).

· Revista XADREZ! - 18 Edições (2003 a 2007)



Club Argentino de Ajedrez - Buenos Aires - Argentina 2012

Campeonato Pernambucano Absoluto de Xadrez 2012

Rk.NomeEloFED12345678910Pts. Des 1  Des 2  Des 3 
1MIRANDA JR. ROBERTO CALHEIROS DE2188BRA*½1110½1½½6.027.750.04
2SOUZA RAFAEL CABRAL DE2122BRA½*1½0½½1116.024.250.04
3COLARES DE SOARES ALBERTO MANOEL2194BRA00*½11½1116.022.250.05
4ARAUJO JOSE ROBERTO2193BRA0½½*1½½1½15.522.000.03
5MOURA SERGIO JOVELINO DE2095BRA0100*11½½15.019.000.04
6SOUZA GILBERTO FERREIRA DE2069BRA1½0½0*10½½4.018.000.02
7ALMEIDA JR BENONE LOPES DE2206BRA½½½½00*½½14.016.750.01
8BOUWMAN MARCELO WANDERLEY2201BRA0000½1½*114.013.000.03
9VASCONCELOS JOSE ARMANDO SALLES2143BRA½00½½½½0*½3.013.000.00
10TORRES GALINDO TOME H. BRASIL2035BRA½0000½00½*1.56.500.00

>>>>>>>>Descarregue aqui as Partidas<<<<<<<<<




Em 2015 por ocasião de viagem ao velho continente, visita os clubes de Xadrez de Lisboa, Paris, Berlim e Londres. Começa a se animar para voltar aos tabuleiros ?

Berlim - 2015

Paris - 2015

Londres - 2015
Lisboa - 2015