UA-29861581-1 Leão do Norte Xadrez: Campeonato Pernambucano Absoluto de Xadrez 2012

Total de visualizações de página

domingo, 7 de outubro de 2012

Campeonato Pernambucano Absoluto de Xadrez 2012



-- Data: 23, 24, 25 de Novembro + 1 e 2 de Dezembro de 2012.

-- Participantes: Apenas jogadores residentes em Pernambuco.

-- Local: Recife - PE

-- Classificados:

1. MI Yago Santiago 2364 (Nordestão 2012)
2. Benone Lopes (Nordestão 2012)
3. Tomé Brasil (Nordestão 2012)
4. Sérgio Jovelino 2101(Nordestão 2012)
5. Gilberto Ferreira (Campeão Pernambucano 2011)
6. MF Vinicius Tiné 2363 (Rating)
7. Marcelo Bouwman 2233 (Rating)
8. MF Marco Asfora 2227(Rating)
9. Roberto Calheiros 2200(Rating)
10. Alberto Colares 2194(Rating)

Confirmar até 07 de Novembro.

Suplentes por ordem de Rating (caso jogadores acima não confirmem):

1. José Roberto Araújo 2193
2. Henrique Araújo 2172
3. Gilson Rosa 2147
4. Armando Vasconcelos 2143
5. Rafael Cabral 2122

Confirmar até 14 de Novembro.

Sistema de Jogo: Schuring em 9 rodadas.

Local: Faculdade Européia (A confirmar).

Breve maiores detalhes de Premiação e Patrocínio.



Asfora e Byron (Reunião 30.07.2012)
MF Vinicius Tiné: graças a seu empenho o PE 2012 foi definido com bastante
Antecedência e com regras e formato já consagrados em anos anteriores.



14 comentários:

  1. Se fossem apenas 6 ou 7 rodadas seria perfeito acontecer em Garanhuns. Mas, poucas pessoas tem o privilégio de faltar 1 semana de trabalho para ir jogar um campeonato. O ideal, nesse caso, é ter a final em Recife.

    ResponderExcluir
  2. P.S.: "vaga do organizador" é que ofusca um pouco a idéia...

    ResponderExcluir
  3. Mas dia 15 eh Feriado, sexta é imprensado. O cara soh vai faltar a quarta.

    O organizador é Byron, no caso ele ia colocar alguém de Garanhuns eu acho.

    ResponderExcluir
  4. Concordo em genero numero e grau com o mestre Armandoo, ideal seria ter a final aqui em recife,e essa vaga do organizador acho injusta,tudo bem colocar as primeiras 5 vagas para os melhores reitiados,mas as outras cinco deveriam obedecer rigorosamente a classificaçao dos pernambucanos no nordestao.Robertinho,o nordestao ja esta confirmado para ser no jangadeiro?Até mais e forte abraço!!!!!

    ResponderExcluir
  5. Na minha modesta opnião de aficcionado, ao menos por esses tempos de escassos torneios e tentativa de retomada da movimentação enxadrística em Pernambuco, o formato mais interessante para o Estadual seria um Aberto em 6, 7 ou 9 rodadas, formato que promoveria a atração em massa de jogadores dos mais variados matizes: iniciantes motivados pela importância da prova, antigos veteranos afastados que, aproveitando a janela de oportunidade e o convite, poderiam verificar a quantas anda o seu xadrêz, os capivaras em geral (no qual com dignidade me enquadro) que estão ansiando pela volta das competições oficiais em Pernambuco... A tendência que se verifica em todo o país é justamente a de congregar a maior quantidade de jogadores, o campeonato paranaense tem sido assim, o paulista, o catarinense, só pra citar alguns exemplos... O formato shuring é de excelência competitiva e enxadrística inigualável, mas é elitista, poderia ser reservado para um ITT, o momento requer democratização, ecumenismo e sinergia em prol do todo, e não o formato que está sendo proposto, que caminha justamente no sentido contrário... Não sei se há alguma chance de mudar algo a essa altura do campeonato, mas a "bola" do jogo... digo melhor... as peças do xadrêz, estão na mão de vocês! Marcelo Basilio Nunes

    ResponderExcluir
  6. Não sei se concordo com tantas vagas por Rating: Na ordem teríamos Vinicius, Yago, Bouwman, Asfora e Calheiros.Creio que o torneio ficaria bastante forte.Porém, ainda acharia mais interessante deixar apenas 3 vagas para os ratings e que o resto tivesse de jogar os torneio para merecer estar la.Como convidado, ai sim, poria o Asfora, já que muito fez pelo xadrez pernambucano.
    Quando ao formato do comentário anterior, não se aplica, posto que ano passado se deu de forma semelhante e tenho certeza que a grande maioria dos jogadores fortes de pernambuco não gostaram do que houve, um torneio com pouca atratividade, longe e que, para terminar, não entrou na lista de torneios fide, ou seja, ninguém sequer teve variação do rating.

    Lúcio

    ResponderExcluir
  7. Concordo completamente com o Marcelo Basilio e em parte com o Lucio,acho que o Marcelo esta certo quando diz que deveria haver um torneio aberto (apenas para pernambucanos)que realmente promoveria a divulgaçao e o fortalecimento do xadrez em pernambuco,mas nao da forma como ocorreu ano passado pois foi um torneio distante e com outro foco,na minha opiniao deveria realmente haver uma semifinal a parte,fora do nordestao,para ai sim desta semifinal retirar os melhores 10 colocados e fazer a finalíssima com o sistema shuring,mas esta semifinal deve ser jogada so por pernambucanos e aqui em recife,concordo com Lucio quando diz que estao destinadas muitas vagas ao rating fide,acho que deveriam ser no maximo 3 vagas e o resto teria de ser conquistado na semifinal,como era antigamente.

    ResponderExcluir
  8. Aproveitando Momento oportuno, deixo minha sugestão:

    Campeonato Pernambucano de Xadrez Absoluto 2012
    Uma sugestão (Formato): 12 Finalistas:
    .
    Vagas Garantidas:
    1ª Vaga: MI Yago Santiago
    2ª Vaga: MF Vinicius Tine
    3ª Vaga: MF Marco Asfora
    4ª Vaga: Campeão Pernambucano do Ano Anterior: Gilberto Ferreira
    .
    Os 3 Melhores Rating FIDE do Estado:
    5º Vaga: x
    6ª Vaga: y
    7ª Vaga: z
    .
    8ª Vaga: Zonal Recife
    9ª Vaga: Zonal Recife
    10ª Vaga: Zonal Caruaru
    11ª Vaga: Zonal Serra Talhada
    12ª Vaga: Zonal Petrolina
    .
    Obs1: Caso havendo ausência (alguém dos 12 finalistas) na confirmação para a Final do Pernambucano, chamar e completar com os seguintes "Melhores da Lista FIDE do estado".
    .
    Obs. 2: Pode haver a possibilidade da 9ª Vaga, ser um Zonal para Garanhuns.
    .
    Obs.3.: 12 finalistas, e´ uma analogia com a Final do Campeonato Brasileiro de Xadrez.
    .
    Obs.4: Sistema Schruring entre os 12 Enxadristas, em 2 Finais de Semana(2 Etapas), Exemplo:

    1ª Etapa:
    2 Round na Sexta-feira
    2 Round no Sábado
    2 Round no Domingo
    .
    2ª Etapa:
    2 Round na Sexta-feira
    2 Round no Sábado
    1 Round no Domingo
    .
    Obs.5: Acredito que em 2 finais de semanas, é positivo, pois:
    .
    a)Pode existir um bom Marketing, Divulgação melhor entre os blogs,TV,Rádios,Jornais e outros, gerando expectativa para saber quem será o Campeão.
    .
    b) O Finalista tem o período de 4 dias(Segunda, Terça, Quarta e Quinta) de descanso e refletir sobre as partidas.
    .
    c) Até para quem trabalha, facilita a negociação(somente duas sextas-feiras) com o Chefe.
    .
    Obs6.: O local da Final quem decide é Byron Veras, com consulta dos dirigentes e outros, e orientação do MF Marco Asfora (Membro da CBX).
    .
    a)) Digo assim, pois pode ter uma Cidade do Estado, que queria custear as despesas (Premiação, divulgação, salão do evento, Hospedagem, Translado e alimentação) para ser a sede da Final , imaginem a promoção e repercussão da Cidade indicada, só por está custeando 12 Finalistas.
    .
    Atenciosamente
    Carlos R. Santos Lima (Kalloka)
    Vice-Presidente FPEX da Região do Pajeu

    ResponderExcluir
  9. Me referi ao aberto (aberto aos jogadores em geral, mas titulando como campeão estadual apenas pernambucanos) como sendo a própria final do estadual, uma possibilidade adicional que seria algo cansativa mas atenderia aos aficcionados no seu anseio de jogar,assim como promoveria uma interessante medição de forças, seria fazer um shuring-quadrangular ida e volta com os 4 primeiros pernambucanos desse aberto, com cada um levando a pontuação que fez no aberto para o cômputo total;outra possibilidade seriam 2 abertos, um da capital e um do interior, ambos sem restrição de nenhuma natureza quanto aos seus participantes, cruzando os vencedores pernambucanos de ambos num match de 04 partidas... Quanto ao lugar de realização, que fosse o que conseguisse reunir as melhores e mais democráticas condições de participação do maior número possível de jogadores pernambucanos à competição, independente de ser a capital ou não... É por isso que, desconsiderando as possíveis inviabilidades circunstanciais e econômicas, a realização de dois abertos seria o ideal, pois atenderia aos anseios de ambas as extremidades do nosso estado, Petrolina e Recife, por exemplo; Mas por fim, são só humildes sugestões e conjecturas, a título de contribuição na discussão. Marcelo Basilio Nunes

    ResponderExcluir
  10. Dentro da perspectiva do shuring, a sugestão do Kalloca é realmente excelente, a inclusão do campeâo do ano anterior foi algo que ainda não tinha sido mencionado e é total e absolutamente legítima, no caso da redução para 10 vagas, convém retirar as duas excedentes da seguinte forma: uma vaga do zonal recife (de forma que todos os zonais, independente da localização, forneceria de forma igualitária e com o mesmo peso de importância para a final apenas uma vaga) e a outra vaga sendo retirada do 3º maior rating, ficando por estre critério de rating apenas duas vagas, no entanto, se fossem possíveis as 12 vagas, caberia então manter por exemplo as duas do zonal recife e utilizar a 3º por rating incluindo-a em algum dos outros zonais, ou Serra Talhada ou Petrolina, para dar força e igualdade de condições à outra extremidade do estado, o critério de substituição ficaria melhor (ao menos do ponto de vista democrático) se ao invés de completar com os melhores do estado, completássemos com os participantes dos zonais (privilegiando aqueles que se esforçaram em jogar algum dos classificatórios), por exemplo usando a extremidade mais distante (Petrolina ou Serra Talhada) como vaga suplente, depois se fosse o caso usando a capital com a outra vaga suplente que viesse a surgir, e por aí vai... No entanto, esse formato com zonais e etc talvez seja muito dispendioso e já estamos muito próximos do término do ano, ainda acredito que um único aberto inclusivo e aberto à participação geral seria o formato mais democrático e abrangente possível, nem algum dos nossos melhores jogadores por um lado, nem os simplesmente aficcionados pelo outro, teriam que forçosamente ficar de fora; na adoção de um aberto, perde-se na excelência enxadrística mas ganha-se no âmbito da democratização, soerguimento e repopularização do nosso xadrêz, que no momento precisa da comunhão, inclusão e convergência de todos, sem exceções. Marcelo Basilio Nunes

    ResponderExcluir
  11. Quanto a vaga do Giba, toda razão à Kalloca! Afinal, como alguém é campeão pernambucano absoluto e não tem o direito de jogar para defender seu título.Já acho absurdo o campeão pernambucano não ter apoio financeiro da própria federação para representar o Estado nas competições regionais e nacionais (caso por exemplo de uma semi-final de brasileiro e do NE, que o cara tem que se virar para arrumar dinheiro para todas as despesas.
    Lúcio

    ResponderExcluir
  12. O paraibano 2012 Aberto está de parabéns, um torneio empolgante de acompanhar, competitivo, com a atração de mestres e jogadores de diversos estados brasileiros, posso estar insistindo demasiadamente na mesma tecla, mas enquanto o nosso ecossistema enxadrístico não estiver plenamente restabelecido (sabemos da dificuldade imensa que é, o que torna a empreitada quase impossível de tocar com os recursos que temos) – com competições regulares nas diversas modalidades, base de jogadores ampliada e renovada, reabertura do clube ou academia de Xadrêz, retorno dos jogadores que estão afastados (na medida do possível, pois sabemos que a sobrevivência é essa eterna e urgente luta diária e, por mais amor que tenhamos ao xadrez, existe o apelo da vida, cujo grito é mais forte) – a adoção do formato shuring para o estadual, por mais que não tenha essa intenção, dará ao certame um caráter elitista e excludente, caracterizando, guardadas as devidas proporções, um "abandonar" e um “voltar-se” de costas para os anseios da coletividade enxadrística, que deveria ser a razão primeira de todas as considerações e decisões. Quanto mais prestigiada, unida e forte estiver a nossa comunidade enxadrística, maior será o Xadrêz Pernambucano como um todo e para todos, numa equação em que quem ganhará seremos todos nós! Marcelo Basilio Nunes

    ResponderExcluir
  13. ola, queria saber onde estar o regulamento do torneio. se vai ser aberto pra qualquer enxadrista de pernambuco?

    ResponderExcluir
  14. Concordo plenamente com Marcelo Basilio.
    O Aberto de Fortaleza 2011 foi um sucesso, e o da Paraiba 2012 também.
    Se puder mesclar com GM, MI , FM e não titulados todos ganham, principalmente
    os não titulados que terão oportunidade de aprender mais com os mestres.
    Sem falar da repercursão na midia etc.

    ResponderExcluir